top of page
  • apansp

As alterações cognitivas ainda por explicar na covid-19



Entre sintomas sutis e a perda acentuada de capacidades que se arrasta, multiplicam-se os relatos de pacientes curados da covid-19 que desenvolvem sintomas cognitivo. Segundo estudo realizado em Londres, Inglaterra, pode haver sequelas em até 20% dos pacientes recuperados. Nem todos tiveram manifestações severas da doença e, por enquanto é impossível saber se as sequelas são definitivas.


Nos casos mais graves, há quem tenha esquecido pura e simplesmente as férias realizadas nas semanas anteriores, quem lute para recordar o nome dos mais banais objetos do dia a dia, quem seja incapaz de cumprir as tarefas que antes eram rotina, ou ainda quem se limite a descrever uma sensação de corpo anestesiado, sem reação, um estado quase catatónico. Entre os doentes já recuperados da covid-19, a perda de memória e lentificação do pensamento são apenas algumas das alterações das funções cognitivas relatadas, mas nem médicos nem investigadores conseguem ainda explicar.



Comments


bottom of page