Covid e gripe afastam mais de 2 mil profissionais em organização de saúde em SP



A Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina registrou nesta terça (11) 2.393 médicos, enfermeiros e outros profissionais de assistência afastados temporariamente por suspeita ou quadros de gripe ou Covid-19 em todo o país.


O estado de São Paulo concentra a maior parte dos casos de afastamento em equipamentos de saúde municipais e estaduais: 2.215 deles. A capital paulista, sozinha, tem 959 dos médicos e enfermeiros em isolamento.


A organização social cuida da gestão do Hospital São Paulo, da Unifesp, e de unidades como o Hospital Geral de Guarulhos e o Hospital de Transplantes do Estado.


Os casos no grupo quase triplicaram em uma semana: sete dias antes, eram 799 afastados. A entidade diz fazer contratações emergenciais para garantir o atendimento.


Fonte – Folha de S. Paulo, coluna Mônica Bergamo