I Congresso Paulista de Dor debaterá neurologia e cannabis


O I Congresso Paulista de Dor, que acontece nos dias 29 e 30 de março, tem como objetivo aperfeiçoar e aprofundar os conhecimentos sobre a sensação dolorosa aguda e crônica, com a proposta de direcionar para áreas específicas de atuação.


Dividido em multicursos que acontecem durante os dois dias, a presidente do Comitê de Dor da Associação Paulista de medicina (APM), Telma Zakka, reforça que é um evento direcionado aos médicos das mais diversas especialidades.


“A partir de pré-conceitos, a proposta é investigar como a dor aguda ou crônica ocorre, por exemplo, na mulher e na criança. Como a acupuntura e a slow medicine atuam no tratamento, além da Cannabis, vinda de maneira significativa como recurso terapêutico para casos crônicos e seus diversos aspectos neurológico, psiquiátrico e legal, debatidos por renomados especialistas”, sintetiza a presidente do Departamento e do Congresso.


Serão abordados os temas neurologia, dor pós-cirúrgica, dor na pediatria, dor na mulher, dor e Slow Medicine, dor e endocrinologia, dor e sono, acupuntura e dor, dor e ortopedia (dor no atleta) - ondas de Choque, interface entre Dor crônica e Psiquiatria e interface entre dor crônica e o Direito.


Para participar do congresso, acesse o link https://www.eventbrite.com.br/e/i-congresso-paulista-de-dor-tickets-50969825119 para fazer a sua inscrição!


APAN | Associação Paulista de Neurologia

Assessoria de imprensa 

ACONTECE COMUNICAÇÃO INTEGRADA