• apansp

Nova técnica não invasiva para medição de pressão intracraniana


Estudo de pesquisadores brasileiros comparou o padrão-ouro de medir a pressão intracraniana, uma técnica invasiva realizada por meio da inserção de um cateter na caixa craniana, com a tecnologia de monitoramento não invasivo das variações de volume/pressão dentro do crênio (complacência intracraniana) da brain4care.

Os pesquisadores concluíram que há concordância entre os resultados dos dois métodos e, além disso, que a tecnologia não invasiva tem competência para detectar a hipertensão intracraniana. A pesquisa "Morfologia de forma de onda como substituto para monitoramento de PIC: uma comparação entre um métido invasivo e não invasivo", liderada pelo neurologista Fabiano Moulin de Moraes, do Departamento de Neurologia e Neurocirurgia da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), foi publicada na Neurocritical Care.


Saiba mais no link abaixo:

https://setorsaude.com.br/nova-tecnica-nao-invasiva-se-mostra-equivalente-a-atual-medicao-invasiva-de-pressao-intracraniana-aponta-estudo/