top of page
  • apansp

Riscos Neurológicos da Dengue; entrevista do Dr. Augusto Penalva, membro da APAN

O mosquito Aedes aegypti pode causar problemas neurológicos tanto diretamente quanto indiretamente, explica o Augusto Penalva, supervisor da Equipe Médica da Neurologia do Instituto de Infectologia Emílio Ribas. O médico aponta três tipos de comprometimento que podem ocorrer:

 

quando o encéfalo é comprometido pela inflamação sistêmica da doença. Não é o vírus que está agredindo diretamente o cérebro, mas sim a gravidade da doença sistêmica;

a segunda é a própria invasão do vírus, que penetra no SNC (sistema nervoso central) e agride o cérebro de uma maneira direta, causando inflamação;

 

quando o vírus causa doença imunomediada, ou seja, a infecção causa um erro do sistema imune e a inflamação ataca o próprio sistema nervoso, seja ele central ou periférico, causando um distúrbio autoimune.

 

Leia mais no link abaixo. A reportagem original foi publicada no jornal Folha de S. Paulo.




Comments


bottom of page