Sintomas neurológicos e psiquiátricos são comuns, mesmo nos casos leves

De acordo com um novo estudo, sintomas neurológicos e psiquiátricos como fadiga, depressão e ansiedade são comuns em pessoas que infectadas com o vírus SARS-CoV-2 - mesmo nos casos mais leves.



A revisão, publicada na última quinta-feira no BMJ Journal of Neurology, Neurosurgery & Psychiatry, teve em conta 215 estudos, compreendendo um total de 105.638 pacientes com Covid-19, entre janeiro e julho do ano passado. O líder da revisão de estudos, Dr. Jonathan Rogers (UCL Psychiatry and South London e Maudsley NHS Foundation Trust) disse: " Esperávamos que os sintomas neurológicos e psiquiátricos fossem mais comuns em casos graves de Covid-19, mas descobrimos que alguns sintomas pareciam ser mais comuns em casos leves. Parece que a Covid-19, que afeta a saúde mental e o cérebro, é a norma, e não a exceção".


Em todo o conjunto de dados, os sintomas neurológicos e psiquiátricos mais comuns foram: anosmia (perda do olfato; relatada por 43% dos pacientes com Covid-19), fraqueza (40%), fadiga (38%), disgeusia (perda do paladar; 37%), mialgia (dores musculares; 25%), depressão (23%), cefaleia (21%) e ansiedade (16%). Também se verificou a presença de distúrbios neurológicos importantes, como acidente vascular cerebral isquémico (1,9% dos casos no conjunto de dados), acidente vascular cerebral hemorrágico (0,4%) e convulsão (0,06%). Os pacientes com Covid-19 grave foram os mais representados no conjunto de dados como um todo, pois a maioria dos estudos concentrou-se em pacientes hospitalizados e mesmo os estudos de pessoas fora do hospital incluíram poucas pessoas com sintomas muito leves ou nenhum sintoma.


Mas entre as pessoas com Covid-19 aguda sintomática que não foram hospitalizadas, os sintomas neurológicos e psiquiátricos ainda eram comuns: 55% relataram fadiga, 52% perda do olfato, 47% dor muscular, 45% perda do paladar e 44% relataram dores de cabeça. Na fase aguda da doença, foi encontrada inflamação no cérebro, o que pode explicar alguns dos sintomas. Fatores psicossociais relacionados ao contexto da pandemia podem desempenhar um papel, pois as pessoas com doenças agudas podem sentir-se isoladas quando não podem ver a sua família ou amigos, o que pode explicar por que a depressão e a ansiedade foram encontradas em alguns estudos sobre a Covid-19.


Fonte - NOTÍCIAS AO MINUTO BRASIL