Causas do Acidente Vascular Cerebral, o AVC

Por Rubens José Gagliardi, neurologista da APAN


Uma causa bastante frequente de Acidente Vascular Cerebral (AVC) ou derrame são as cardiopatias ou arritmias cardíacas, que não são situações raras, principalmente entre a população idosa, na qual há uma porcentagem elevada com fibrilação arterial.


Quando há uma arritmia cardíaca, ou seja, o coração não tem o movimento de contração e relaxamento sistemático rítmico, fica facilitada a formação de coágulos e trombos intracavitários dentro do coração que eventualmente podem chegar ao cérebro, causando obstrução de artérias e AVC.

A situação não é rara e tem grandes chances de prevenção. É muito importante fazer o diagnóstico para que o paciente tenha consciência dessa arritmia e da possibilidade, na maioria dos casos, de viver perfeitamente bem, com poucas limitações, fazendo apenas um tratamento específico.

Atualmente usamos muito anticoagulantes que impedem e limitam a formação de coágulos e consequentemente reduzem bastante os riscos de a pessoa ter um AVC.





__________________________________________________________________________________


*Rubens José Gagliardi

Professor titular de Neurologia da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo. Informações: rubensjg@apm.org.br

APAN | Associação Paulista de Neurologia

Assessoria de imprensa 

ACONTECE COMUNICAÇÃO INTEGRADA