Neuro 2019: APAN e APM lançam Congresso ao mercado



Em 4 de setembro, a Associação Paulista de Medicina e a Associação Paulista de Neurologia lançaram comercialmente o XII Congresso Paulista de Neurologia. Em um café da manhã com representantes das empresas patrocinadoras, no hotel Emiliano, as entidades mostraram alguns detalhes do evento científico, que é um dos maiores do Brasil.


A manhã começou com Jorge Assumpção, gerente de Marketing da APM, fazendo uma apresentação rápida do histórico da Associação. “É importante registrar os quase 88 anos de existência da entidade. E destacar o que temos feito nos últimos dez anos, sobretudo no último, em termos de investimento na aproximação e no relacionamento com o público médico do estado de São Paulo e de todo Brasil.” Ele também adiantou aos presentes algumas novidades da edição de 2019 do Congresso, como o fechamento total do Hotel Sofitel Jequitimar Guarujá para o evento e uma festa oficial para os congressistas e palestrantes.


Na sequência, o presidente da Apan, Rubens José Gagliardi, apresentou um pouco dos objetivos da entidade. “Somos paralelamente um departamento científico da APM, com quem temos mantido uma relação muito boa, tanto do ponto de vista administrativo, quanto científico. Também somos o capítulo paulista da Academia Brasileira de Neurologia.


Buscamos sempre trabalhar em grupo, fortalecendo o neurologista, o paciente e aqueles que fomentam a pesquisa e o ensino”, declarou.

Na sequência, o coordenador científico da Apan, Acary Souza Bulle Oliveira, apresentou um resumo da história da Neurologia, destacando os temas mais importantes e a visão mundial da especialidade. Conforme disse, atualmente o Congresso Paulista de Neurologia é o quarto maior na área, em todo o mundo, crescendo cada vez mais.


“Muitos dos colegas neurologistas aqui possuem remédios para tratar seus pacientes. Eu, por exemplo, não. Trato de doenças crônicas, evolutivas, irreversíveis, incapacitantes e incuráveis. Então, qual a medicação? A atividade humanística. E é com esse espírito que vamos trabalhar o Congresso também. Aproveitaremos os espaços da piscina e de lazer para realizar atividades com as crianças, atraindo não só o médico, mas as suas famílias”, completou.


Por fim, Ronaldo Abraham, que comandará a programação científica do Congresso, demonstrou preocupação com a diversidade, garantindo espaço também às doenças menos comuns, mas tão importantes quanto as mais conhecidas. “Estamos sempre criando atividades e inovando. No passado, já fizemos ações como o Neurocinema e uma mesa de Neurologia do Esporte. Dessa vez, também teremos uma aproximação com outras especialidades, com mesas de Neuroftalmologia e Neurourologia”, destacou.


Edição anterior


Em sua 12ª edição, o Congresso Paulista de Neurologia acontecerá entre 29 de maio e 1 de junho de 2019, no Hotel Sofitel Jequitimar, no Guarujá, litoral paulista. Hoje consagrado no circuito científico, o evento foi outrora uma iniciativa ousada. Em 1995, o grupo de médicos que ainda hoje o organiza tomou a decisão de transformar as pequenas reuniões científicas que realizavam em algo maior.


A primeira edição, em Serra Negra (SP), teve 120 participantes. O foco inicial foi congregar os especialistas de todo o estado, ocorrendo posteriormente em cidades como Campos do Jordão, São José do Rio Preto, Campinas e Ribeirão Preto, antes de chegar ao Guarujá – onde ocorre desde a sexta edição.


Atualmente com mais de 2.000 participantes, incluindo renomados palestrantes internacionais, o Congresso também atrai médicos de especialidades diversas e outros profissionais da Saúde – além de público de vários estados brasileiros.

APAN | Associação Paulista de Neurologia

Assessoria de imprensa 

ACONTECE COMUNICAÇÃO INTEGRADA