NEURO-ONCOLOGIA


“A dor é sempre uma experiência subjetiva. Temos hábito de fazer correlação entre muita lesão e muita dor. Mas a dor crônica não apresenta essa relação”, falou Daniel Ciampi de Andrade, sobre “Tratamento multidisciplinar da dor”, na Sala 5 – Prof. José Antonio Levy. Além dele, deram aula: a secretária Camila Yamada (sobre “Tratamento atual das metástases cerebrais”), Luís Otávio Caboclo (“Controvérsias no uso de antiepilépticos em neuro-oncologia”) e Adrialdo José Santos (“Complicações neurológicas dos tratamentos oncológicos”). Após o intervalo, quem secretariou a sala foi Fernanda Teresa de Lima, que ministrou aula sobre “Suspeita e investigação de tumores hereditários do sistema nervoso”. Completaram a programação: Lívia Dutra, tratando de “Síndromes paraneoplásicas”, Nasjla Saba da Silva, falando de “Complexo Esclerose Tuberosa e Everolimo”, e Polianna Souza, com o tema “Cuidados de suporte”.

APAN | Associação Paulista de Neurologia

Assessoria de imprensa 

ACONTECE COMUNICAÇÃO INTEGRADA